PONTE PRETA – CORINTHIANS 2-1
CAMPEONATO PAULISTA 2004 – GRUPO 1 – 7ª RODADA
DATA: domingo, 29/02/2004
LOCAL: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas, São Paulo – Brasil
PÚBLICO: 8.446 pagantes
RENDA BRUTA: R$ 87.250,00
RENDA LÍQUIDA: R$ 65.464,23
DESPESAS: R$ 21.785,77
ÁRBITRO: Wilson Luiz Seneme.
ASSISTENTES: Ednilson Corona e Emerson Augusto de Carvalho.
GOLS: 44’ André Cunha, 81’ Weldon, 87’ Fininho.
CARTÃO AMARELO: André Cunha, Bil, Marcus Vinícius, Piá, Roger e Romeu; Édson Araújo e Rincón.
PONTE PRETA: Lauro; André Cunha (83’ Márcio Goiano), Rafael Santos, Luís Carlos, Bil; Marcus Vinícius, Angelo, Romeu, Piá; Anselmo (68’ Roger) e Weldon (89’ Allan). Técnico: Estevam Soares.
CORINTHIANS: Fábio Costa; Coelho (68’ Fabinho), Anderson, Váldson, Fininho; Rincón, Fabrício, Rogério; Édson Araújo (45’ Jô), Wilson (55’ Bobô) e Gil. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
[Nesta partida, o goleiro Fábio Costa defendeu um pênalti cobrado por Weldon aos 15 minutos, assim como o goleiro Lauro defendeu um pênalti cobrado por Rogério aos 64 minutos. O técnico Oswaldo de Oliveira ainda contou com o retorno dos volantes Rogério e Fabinho. Contudo, o treinador afastou os meio-campistas Adrianinho, Dinelson e Samir e o atacante Régs Pitbull por deficiência técnica, que ficaram treinando separadamente do grupo. Oliveira ainda optou por escalar o time no 4-3-3, com três volantes e três atacantes, mas sem nenhum homem de criação. Curiosamente foi este mesmo esquema que fez com que Juninho Fonseca fracassasse no clube, além de ser criticado publicamente pelo diretor de futebol Roberto Rivellino. A Ponte Preta, por sua vez, não teve dificuldades em atacar e somou sua sétima partida invicta. A derrota deixou o Corinthians na sétima colocação, com apenas oito pontos conquistados.]
monster jackpot slots no deposit games poker play online blackjack casino roulette craps

 
 
voltar
© acervoSCCP