Neco (1927-1928 e 1937-1938)

Manuel Nunes, o Neco, foi o primeiro ídolo do Corinthians, o primeiro corinthiano a defender a seleção brasileira e também o jogador que por mais tempo defendeu o clube, entre 1913 e 1930. Foi campeão paulista sete vezes e um verdadeiro líder em campo, polêmico e adorado pela torcida. Neco também foi treinador do Timão e um dos poucos a ser campeão antes e após pendurar as chuteiras. Tanta dedicação foi reconhecida com um busto nos jardins do Parque São Jorge, em 1929. Under no circumstances should you chase your losses - http://bonusslotsandroid.com.

Como treinador, a primeira experiência foi em 1927, quando ainda era jogador e assumiu o time no final do primeiro turno do Paulistão. Neco classificou a equipe para fase final, mas as derrotas para Santos e Guarani afastaram a possibilidade de conquista. No último jogo, como prêmio de consolação, o time derrotou o Palestra Itália e pelo menos evitou que o rival fosse campeão invicto. Em 1928, Neco teve tempo de disputar mais dois amistosos e depois foi substituído por Ângelo Rocco.

Em 1937, quando Neco já estava aposentado como jogador, novamente foi convidado para assumir o comando técnico do Corinthians e dessa vez teve ao seu lado Antônio Pereira, um dos fundadores do clube. A estreia ocorreu em fevereiro, contra o Lusitano, mas os primeiros jogos daquele ano foram, na verdade, válidos pelas últimas rodadas do Campeonato Paulista-1936. O Timão chegou até a final da competição, mas perdeu o título para o Palestra Itália, com duas derrotas e um empate.

Neco já acumulava dois fracassos contra o Palestra Itália, mas nas partidas válidas pelo Paulistão-1937, ao lado de Antônio Pereira, surprendeu. Em 14 jogos, o time obteve 10 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, teve aproveitamento de 79% dos pontos e conquistou o primeiro título estadual do Corinthians na era do profissionalismo (a partir de 1933), quebrando um jejum que já durava sete anos e superando justamente o arquirrival na disputa.

Em 1938, a dupla comandou o time em dois jogos do Paulistão e depois na disputa do Torneio Extra. Nesta competição, o Timão se classificou com facilidade para a final após liderar o grupo com Juventus, Lusitano, Santos e SPR (atual Nacional-SP). A final seria diante do Palestra Itália e pela quarta vez em sua trajetória como treinador Neco teria o rival pela frente em uma decisão, mas antes da disputa ele e Antônio Pereira foram substituídos por dupla Armando Del Debbio e Ângelo Rocco.

O Corinthians foi derrotado pelo Palestra na decisão do Torneio Extra e a troca da diretoria só seria esquecida pela torcida em abril de 1939, com a conquista do bicampeonato paulista (o campeonato de 1938 começou em maio e só foi finalizado em abril de 1939). Embora Antônio Pereira e Neco não tenham comandando o time em toda a disputa de 1938, eles receberam parte dos créditos pela conquista porque participaram de parte da campanha do título.

No total, Neco comandou o time em 66 partidas, com 29 vitórias, 15 empates e 22 derrotas, além de 135 gols pró e 113 contra. Aproveitamento de 55% dos pontos. Ainda levou as taças O Comerciário (1927) e Linha Circular (1938). Curiosamente, essa foi a primeira vez que o cargo foi preenchido por mais de uma pessoa. Em 1938, Armando Del Debbio e Ângelo Rocco repetiram a dose no Paulista. Depois, em 1948, Cláudio, Hélio e Servílio assumiram por dois jogos. Por fim, em 1949-1950, os diretores Christino Calaf e Manoel dos Santos fizeram 16 jogos como interinos.

   
                   
  DADOS  
 

Nome: Manuel Nunes
Nascimento: 07/03/1895, São Paulo (SP)
Falecimento: 31/05/1977, São Paulo (SP)
Principais clubes: Corinthians (1927-1928; 1937-1938)
Títulos: Campeonato Paulista (1937 e 1938)
Estreia: Portuguesa 2x4 Corinthians (12/10/1927)
Reestreia: Corinthians 3x2 Lusitano (21/02/1937)

 
                   
  PELO CORINTHIANS
J
V E D GP GC %  
1927*
Amistosos
Campeonato Paulista

4
9


3
7


0
0


1
2

14
36

12
17

75
78
1928*
Amistosos

2

0

1

1

5

6

25
  1936*
Campeonato Paulista

10

1

2

7

13

22

20
1937*
Amistosos
Campeonato Paulista

9
14

0
10

4
2

5
2

10
30

19
11

22
79
1938*
Amistosos
Campeonato Paulista
Campeonato Paulista Extra

9
2
7

3
0
5

2
2
2

4
0
0

13
2
12

19
2
5

44
50
86
TOTAL
66
29
15
22
135
113
55
*computado 2 pontos por vitória para efeito de estatística
   
voltar
© acervoSCCP